Acontece na APUBH

Ato em repúdio à violência, contra a Lei da Mordaça e em defesa da democracia

APUBH se uniu a outras entidades em protesto contra caso violento e antidemocrático ocorrido na Câmara de BH

APUBH no Ato em repúdio à violência, contra a Lei da Mordaça e em defesa da democracia

Nesta quarta-feira (09/10), a Câmara Municipal de Belo Horizonte (CMBH) foi palco de uma triste cena de violência e de agressão à democracia e à liberdade de pensamento. Durante a votação do Projeto de Lei 274/17, a “Lei da Mordaça”, manifestantes contrários ao PL foram retirados à força das galerias da câmara. Saiba mais sobre o caso.

Em protesto, entidades sindicais e movimentos sociais convocaram Ato em repúdio à violência, contra a Lei da Mordaça e em defesa da democracia. A manifestação foi realizada na tarde desta sexta-feira (11/10), na CMBH. O APUBH esteve presente na manifestação, demonstrando a indignação do sindicato ao ocorrido.

Escolas paradas na Capital

O Sindicato dos Trabalhadores da Educação da Rede Pública e Municipal de Belo Horizonte (Sind-REDE) convocou uma paralisação geral da categoria, em protesto ao caso. De acordo com o sindicato, cerca de 80% das 330 instituições municipais do ensino fundamental de Belo Horizonte aderiram à paralisação.

Reação de vereadoras e vereadores de Belo Horizonte

A bancada progressista da Câmara Municipal de Belo Horizonte, em Nota à Imprensa, repudiou o que qualificou como uma “atitude arbitrária, autoritária e antidemocrática” da mesa diretora. Leia na íntegra a Nota à Imprensa.