Acontece na APUBH

Novo Future-se é tema de roda de conversa do APUBH em Ouro Branco

A nova minuta do projeto de lei para implementação do Future-se foi o fio condutor da conversa.

 

Na última quinta-feira, 24 de outubro, foi realizada uma Roda de Conversa sobre o Future-se com os filiados ao APUBH do campus Alto Paraopeba da Universidade Federal de São João Del-Rei (UFSJ). A atividade, parte das comemorações do dia do docente, foi conduzida pela professora Maria Stella Brandão Goulart, presidenta do APUBH. A nova minuta do projeto de lei para implementação do Future-se, foi o fio condutor da conversa.

Apresentada ao Conselho pleno da Andifes, no dia 16/10, pelo secretário de Educação Superior (SESu) do Ministério da Educação (MEC), Arnaldo Barbosa, a nova proposta modifica, por exemplo, a forma de adesão ao Programa, assim como as estrategias de privatização e precarização que estão contidas no novo formato que está sendo muito criticado. Confira neste link a análise da assessoria jurídica do sindicato que subsidiou a discussão.

De acordo com a presidenta do APUBH, a roda de conversa constituiu-se em um importante momento de reflexão sobre a conjuntura atual da ciência, da tecnologia, da pesquisa e da universidade pública. Uma das conclusões do grupo foi a necessidade de compartilhamento de informações sobre a situação atual das universidades e troca de metodologias e experiências na luta sindical.

Questionada sobre a posição dos docentes do Campus Paraopeba na logo do Sindicato, a professora Stella Goulart explicou aos docentes que eles são representados com o sinal de adição (APUBHUFMG+), ou seja, de soma e de importante agregação. Para ela, o sentido do “mais” é anda mais amplo e simboliza também “a disposição de contato do APUBH com quem queira dialogar e construir reflexões acerca das universidades públicas e das questões sindicais que envolvem a vida do professor universitário, explicou a presidenta. “É sinal de estamos sempre abertos à construção de ações de combate e de resistência à política neoliberal e às políticas entreguistas do nosso patrimônio cultural e científico brasileiro”, completou.

Café com Prosa

Encerrando a tarde de atividades, no campus Alto Paraopeba, o sindicato promoveu o “Café com Prosa”. Durante o lanche, os docentes compartilharam com a diretoria do APUBH as experiências de ativismo realizadas em Ouro Branco, tais como apresentação dos trabalhos de pesquisa dos professores em ambientes públicos a fim de dar visibilidade à pesquisa e à importância da universidade pública.

Ao fim da atividade, ficou acertada a realização, em data a ser agendada, de mais eventos para discussão de temáticas relacionadas com a pauta de luta e de valorização dos docentes, da educação pública, da ciência e da tecnologia.  Serão propostos também novos eventos junto a população em Ouro Branco.