UFMG investe recursos próprios em iniciativas acadêmicas

Abertura de chamadas de apoio busca minimizar efeitos da retração orçamentária

Diante do forte impacto da retração de financiamento ­sobre as atividades acadêmicas, uma iniciativa institucional está direcionando recursos próprios da UFMG para áreas consideradas fundamentais: estruturação de laboratórios para ações de graduação, fomento de produtos destinados à educação básica e apoio a mestrados profissionais, a doutorandos e a docentes com perfil júnior. 

Como explica a reitora Sandra Regina Goulart Almeida, trata-se de um conjunto de ações de fomento para estimular processos ligados ao ensino, à pesquisa e à extensão, atividades-fim da Universidade. “O objetivo é oferecer o necessário apoio em um momento em que a produção acadêmica da UFMG se destaca, mas o aporte das agências de fomento tem-se ­retraído”, afirma a reitora. 

Disponibilizados por meio de editais das pró-reitorias acadêmicas – Graduação, Pesquisa, Extensão e Pós-graduação –, os valores serão aplicados nos próximos meses. Recursos próprios são aqueles provenientes de fontes como convênios e prestação de serviços e não de repasses do governo federal.

Matéria publicada na edição 2.035 do Boletim UFMG traz um relato dessas iniciativas.

 

Fonte: UFMG.

post anterior próximo post Voltar para listagem