Nota de Esclarecimento

UFMG publicou nota sobre segurança da Universidade, que postou ameaças à instituição em redes sociais

Na noite de 29 de outubro, a UFMG recebeu, via Ouvidoria - órgão que tem o papel institucional de zelar pelo direito à manifestação e à informação do cidadão - denúncia contra um dos funcionários da empresa terceirizada prestadora de serviços de segurança patrimonial. Tal denúncia indicava que o referido funcionário havia publicado mensagem com apologia ao uso da violência contra membros da comunidade universitária em uma rede social.

A UFMG entrou em contato com a empresa para confirmar a identidade do funcionário e solicitou que o mesmo não fizesse mais parte da equipe de profissionais que trabalham na e para a Universidade. A UFMG não aceita qualquer manifestação de intransigência e autoritarismo, de desrespeito à diversidade e aos direitos humanos, princípios caros a uma Universidade edificada sobre ideais democráticos e republicanos.

A manifestação de repúdio da Instituição reitera mensagem publicada pela reitora Sandra Regina Goulart Almeida e pelo vice-reitor Alessandro Fernandes Moreira no dia 15 de outubro, quando ambos reafirmaram o “inequívoco compromisso com os ideais democráticos, o Estado de direito e a justiça, a liberdade de expressão e cátedra, o bem comum e o interesse coletivo, o respeito à diversidade e aos direitos humanos”.

A Universidade também está em negociação com a empresa contratada para a adoção de medidas formativas com o objetivo de sensibilizar o corpo de funcionários terceirizados. Essas medidas objetivam assegurar que a atuação na área de segurança patrimonial se dê de forma ética e respeitosa, em consonância com os valores republicanos defendidos pela instituição.

Universidade Federal de Minas Gerais

 

Fonte: UFMG - nota divulgada no Facebook.

post anterior próximo post Voltar para listagem