Candidatos a Deputado Estadual e Federal participam de debate na UFMG

A atividade foi uma iniciativa conjunta da APUBH, SINDIFES e ASSUFEMG

Candidatos ligados à UFMG que, neste ano, concorrem aos cargos de deputado estadual e federal participaram de debate nesta quinta-feira (20/09), na Praça de Serviços, no campus Pampulha. A atividade foi uma iniciativa conjunta da APUBH, SINDIFES e ASSUFEMG. "Eu gostaria de agradecer o convite dos parceiros do SINDIFES e ASSUFEMG para a realização deste evento. Essa iniciativa é muito importante, a política se constrói através de esclarecimento e debate", frisou a professora Stella Goulart, presidenta da APUBH.

A mediação do debate foi realizada pela coordenadora-geral do SINDIFES, Neide Dantas, e contou com a presença da presidenta da APUBH e do presidente da ASSUFEMG, Márcio Flávio dos Reis. Participaram do debate os candidatos a deputados federais, Cristina del Papa (PT) e Luiz Aldo Conselheiro (Rede), e as candidatas a deputadas estaduais, Iza Lourença (PSOL) e as professoras Elza Melo (PCdoB) e Mara Telles (PCdoB).

Dantas abriu o encontro reforçando a importância de políticos que, de fato, representem a sociedade. "A política define a nossa vida, a política é a nossa orientação. E nós precisamos defender a política, essa política que hoje está sendo banido dos discursos das pessoas que não querem a participação popular", pontuou. "Nós das universidades, nós da UFMG, precisamos ampliar esse debate. Nós precisamos trazer a política para a nossa comunidade", observou,  analisando a necessidade de envolvimento da comunidade acadêmica no processo político, especialmente com candidatos ligados à Universidade.

O debate começou com a apresentação dos candidatos e a exposição de suas principais ideias e propostas. Na sequência, eles responderam às perguntas realizadas pelos representantes das entidades realizadoras do evento e, seguida, às dúvidas da plateia. A última parte ficou por conta das considerações finais. Temas como a necessidade de se lutar contra a EC95 na Câmara Federal, a defesa na esfera estadual e federal, do SUS, da educação inclusiva, da Universidade pública e da ampliação dos investimentos estaduais e federais em ciência e educação, permearam os debates.

"Espero que nós tenhamos um encontro pródigo, que tenha consequências imediatas no fortalecimento da defesa da democracia, que é um exercício que a gente tem que abraçar cotidianamente", apontou a professora Goulart. "A gente vai organizando o posicionamento, eu espero que a gente evolua nessa parceria, que possa defender os nossos horizontes de construção e de reconstrução societária".

galeria de imagens

post anterior próximo post Voltar para listagem