APUBH nas Escolas conscientiza crianças e adolescentes sobre abuso sexual

Ação é realizada em parceria com o Programa Pólos de Cidadania e a SEE-MG em escolas de Belo Horizonte e da Região Metropolitana

Medo, vergonha e preconceito impedem que crianças e adolescentes vítimas de abuso sexual busquem ajuda. Sobretudo porque, em muitos casos, o agressor é alguém próximo à vítima. Esse é o tema da peça “Eu Não Sou Boneca”, encenada pela Trupe “A Torto e a Direito” do Programa Pólos de Cidadania da Faculdade de Direito da UFMG, sob a orientação do professor Fernando Antônio de Melo (Limoeiro), diretor cultural da APUBH.

A apresentação faz parte do projeto APUBH nas Escolas, realizado pelo sindicato em parceria com o Programa Pólos de Cidadania e a Secretaria de Educação de Minas Gerais – SEE- MG. A ação visa conscientizar crianças e adolescentes sobre o abuso sexual. As apresentações foram realizadas em 12 escolas de Belo Horizonte e região metropolitana, nos meses de novembro e dezembro. Os locais estão situados em regiões de vulnerabilidade social e foram indicados pela Secretaria de Educação.

Na trama, uma menina sofre abuso do padrasto. Diante da omissão da mãe e da vergonha que sente, ela só tem a ajuda da boneca que, inconformada com a situação, ganha vida para ajudar a garota. De forma lúdica, a intenção é romper o silêncio sobre a questão. A peça ajuda a identificar possíveis vítimas e agressores, além de orientar os jovens sobre como reagir em casos semelhantes. Inclusive, houve casos de jovens que, após as apresentações, procuraram os atores para relatar abusos e pedir mais informações. Com o retorno obtido, o sindicato pretende dar prosseguimento ao projeto, realizando a ação em mais escolas.

A importância de discutir o tema foi ressaltada pela professora Cristine Duarte, vice-diretora da Escola Estadual Presidente Dutra, um dos locais em que a peça foi encenada. “É algo muito comum na nossa sociedade, mas ainda há um tabu nas famílias. Muitas pessoas preferem não enxergar que existe”, comenta. “Entre os nossos adolescentes e jovens, é uma mensagem mais do que necessária porque abre o olho para determinadas ‘brincadeiras’, que na verdade não são brincadeiras, são ofensivas e são assédio”.

Confira a lista das escolas em que o projeto APUBH nas Escolas realizou a apresentação da peça “Eu não Sou Boneca”: Escola Estadual Doutor Renato Azeredo, Escola Municipal Joaquim dos Santos, Escola Municipal Professor Moacyr Andrade, Escola Municipal Professor Daniel Alvarenga, Escola Municipal Aníbal Machado, Escola Municipal Dinorah Magalhães Fabri, Escola Estadual José Luiz de Carvalho, Escola Municipal Professora Alice Nacif, Escola Estadual Presidente Dutra, Escola Municipal São Rafael e Escola Estadual Alvaro Laureano Pimentel.

galeria de imagens

post anterior próximo post Voltar para listagem