APUBH alerta para tentativa de golpe

Leia atentamente as instruções da assessoria jurídica.

A APUBH, através de sua diretoria e assessoria jurídica, novamente alerta os professores sobre as ligações telefônicas recebidas por esses de pessoas que se identificam como advogados e/ou membros de associações de servidores ou de proteção aos consumidores.

 

Tais advogados e/ou associações anunciam a existência de créditos judiciais a serem pagos aos servidores, inclusive os titulares de poupança nos anos de 1987, 1989 e 1991 e que para receberem seus créditos o professor deve realizar um pagamento antecipado, seja à título de custas, honorários ou mensalidade associativa.

 

Contudo, as exigências de pagamento antecipado de qualquer quantia ou ainda de filiação à associação para recebimento de créditos judiciais são indícios de golpes.

 

Portanto, ao receber uma ligação telefônica nos moldes anunciados aconselha-se que o professor não tome qualquer providência antes de fazer contato com a APUBH ou com sua assessoria jurídica através dos telefones: 34417211 e 3291.9988, respectivamente.

 

Por fim, comunica ainda que financeiras e franquias especializadas na negociação de créditos judiciais estão entrando em contato com os professores que possuem créditos a receber na ação coletiva de 3,17% para compra dos precatórios. As propostas são feitas para antecipar o recebimento dos precatórios, com enorme deságio.

 

Além desses contatos e propostas serem estranhos à assessoria jurídica da APUBH, a APUBH alerta que a negociação de precatório federal por meio de antecipação do recebimento do crédito não é indicada, posto que todas as ordens judiciais de pagamento emitidas pelo Tribunal Regional Federal da 01ª Região, tribunal ao qual a Justiça Federal no Estado de Minas Gerais está subordinada, estão sendo pagas no tempo previsto.

post anterior próximo post Voltar para listagem